SINTECT-DF debate em audiência pública prejuízos das mudanças para planos de saúde

103

O plano de saúde da categoria, assim como planos das demais categorias de empresas públicas e estatais, estão sofrendo ameaças com as mudanças anunciadas pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (SEST), vinculada ao Ministério do Planejamento. Para debater essas alterações, que vão onerar o trabalhador, o SINTECT-DF vai participar da audiência pública, na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP), nesta quinta-feira (30), no Plenário 12, Anexo II da Câmara dos Deputados, solicitada pelos deputados Erika Kokay (PT-DF) e Leonardo Monteiro (PT-MG), a partir das 10 horas.

Conforme anunciado, com as mudanças, poderá haver limite de gastos com assistência à saúde até 8% da folha de pagamento e novas adesões aos planos serão realizadas somente se as contribuições forem distintas por faixa etária e salarial. Essas alterações podem ocasionar prejuízos irreversíveis, na visão das entidades representativas dos trabalhadores.

Essa discussão foi também levantada pela Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (ANABB), em evento realizado no mês de setembro. A entidade falava sobre os impactos que essas mudanças vão ocasionar para o bolso dos trabalhadores, como no caso da nossa categoria, que conta com a política de benefícios como uma troca, já que não há valorização devida dos salários.

Nos Correios, o plano de saúde foi à mediação no TST, até este mês, quando a empresa resolveu pedir a extinção da conciliação para entrar com o dissídio. A assessoria jurídica da FENTECT, junto às assessorias jurídicas dos sindicatos, está traçando as melhores linhas de defesa, para que a categoria não saia prejudicada e responsável pela má administração do plano.

Mais informações sobre o andamento desse processo e a audiência de amanhã serão repassadas na assembleia de hoje (30) à noite, em frente à Administração Regional de Ceilândia. Portanto, nesta quarta-feira, assembleia geral, com primeira chamada às 18 horas e a segunda às 18h30. Além desses temas, o sindicato conta com a presença de todos para tratar também das eleições 2017 e demais informes.