Novembro Azul ressalta que cuidar da saúde também é coisa de homem

47

A nossa luta pela saúde dos trabalhadores dos Correios tem sido árdua, mas ela começa em casa. Cada ecetista precisa ter consciência dos cuidados a serem tomados no dia a dia. Para trabalhar, é preciso estar saudável. Por isso, o SINTECT-DF, entre outras grandes campanhas importantes para os brasileiros, apoia o Novembro Azul. Este mês remete aos cuidados e à prevenção às doenças masculinas, principalmente o câncer de próstata.

A campanha ressalta a conscientização do tema. Segundo o Ministério da Saúde, o câncer de próstata é a segunda maior causa de morte por câncer no mundo. E o alerta vai além, já que, no estágio inicial, o homem não sente nada. Portanto, o ideal é ir ao médico com frequência, a partir dos 45 anos, para exames regulares que possam detectar a doença.

O Novembro Azul surgiu no Brasil no fim dos anos 2000, mas a campanha é mundial. Começou na Austrália, com o nome Movember (moustache + november, bigode e novembro em inglês) por um grupo de amigos que queria debater com a sociedade sobre essa doença cruel, em 1999. A ideia era deixar o bigode crescer durante todo o penúltimo mês do ano, como apoio à conscientização e para arrecadação de fundos para doações. O mês de novembro também foi escolhido pois, no dia 17, é lembrado o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

O preconceito não está com nada. Os trabalhadores dos Correios, assim como os demais, devem provar que cuidar da saúde também é coisa de homem. Então, está dado o recado do sindicato: não apenas em novembro, mas durante o ano, procure seu médico e cuide-se. A luta da categoria é muito importante, mas ela somente será eficaz se os trabalhadores estiverem com saúde e força para alcançarmos as vitórias.