Dia do Carteiro rememora o papel do trabalhador na história e nas conquistas da categoria

71

Hoje, dia 25 de janeiro, o SINTECT/DF felicita os trabalhadores dos Correios pelo Dia do Carteiro. Por toda luta, pela resistência contra as arbitrariedades da ECT, por fazerem sempre parte dos chamados do sindicato, ressaltamos esta data como de grande importância para a estatal e para a sociedade também, que, diariamente, contam com o trabalho desses companheiros.

Agente social de grande relevância, o carteiro tem exercido seu papel ao longo da história do Brasil e de toda humanidade. Nos diversos períodos históricos, esse profissional foi conhecido por vários nomes, como tropeiro (primeiro entregador de correspondências do país), estafeta, carregador de mala postal e inspetor de serviço postal.

Relevância histórica

Foi durante o período Regência, no século XIX, que ganhou notoriedade a imagem do patrono dos Correios, Paulo Bregaro. Ele encaminhava notícias de Portugal ao príncipe D. Pedro, fato importante na Independência do Brasil. Mas a história vai além.

Já em 1663, exatamente no dia 25 de janeiro, foi criado o Correio-Mor no país. São mais de três séculos de Correios e os seus carteiros, levando a mais de cinco mil municípios brasileiros o papel social às populações que têm direito à comunicação e mesmo à participação em campanhas importantes.


Pela manutenção dos empregos e direitos – A luta por esses guerreiros continua. A atividade postal não se esgota e a presença dos carteiros na empresa e nas ruas faz a diferença na qualidade do atendimento dos Correios, em cada canto do país. Por isso, trabalhador, que esta data seja também um momento para reflexão e que todos os carteiros, unidos, trabalhem a conscientização. É preciso fazer parte da história das conquistas da categoria, que são de todos os carteiros, os demais profissionais dos Correios e suas famílias.